Informação sobre gota, causas, sintomas e tratamento do gota, identificando seu diagnóstico e fornecendo dicas importantes sobre esta patologia, com dicas que possam permitir a cada pessoa minimizar o numero e duração das crises agudas de gota.


segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Conheça as causas de gota

Gota ocorre mais frequentemente em homens do que mulheres, afetando cerca de dois por cento dos homens com mais de 30 anos e mulheres com mais de 50 anos. 

A gota é geralmente associada a um alto nível de ácido úrico. Normalmente, o ácido úrico está presente em nosso corpo e é excretado pelo rim. Existe um grande número de diferentes fatores que podem aumentar o ácido úrico no nosso corpo, incluindo o aumento da produção de ácido úrico e a redução de eliminação de ácido úrico pelos rins. A capacidade para manter o ácido úrico em forma solúvel é uma função importante do corpo, sendo que pessoas com gota podem não conseguir ter esta capacidade. Quando os níveis de ácido úrico são elevados, podem ocorrer cristais insolúveis na articulação, causando inflamação e gota. No entanto nem todas as pessoas que apresentam altos níveis de ácido úrico irão desenvolver gota.
Vários fatores podem ser associados com o ácido úrico elevado ou gota, nomeadamente: 
-  Defeitos genéticos do metabolismo do ácido úrico, embora sejam raros. Pode haver uma história familiar de gota associada com estes defeitos raros. 
- Alguns medicamentos, que podem incluir comprimidos tomados para o edema (por exemplo, insuficiência cardíaca) e baixa dose de ASA (Aspirina), podendo bloquear a excreção de ácido úrico no rim.
- Alimentos ricos em purinas, que são os blocos de construção de ácido úrico nas células, e que podem elevar os níveis de ácido úrico. Alimentos ricos em purinas incluem certos mariscos e carne vermelha. O álcool e frutose encontrada em refrigerantes também podem aumentar a quantidade de ácido úrico.
- Obesidade, hipertensão (pressão alta) e diabetes podem estar associados com níveis de ácido úrico elevado e gota. 
- Estrogênio é conhecido por diminuir os níveis de ácido úrico e, portanto, reduz o risco de gota em mulheres na pré-menopausa. Após a menopausa, a frequência de gota em mulheres e homens é semelhante.

POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL